Tem tanto grupo de WhatsApp no meu celular que, para poder encontrar as pessoas e os temas de forma mais fácil, estou aqui pensando se existe como criar grupos agregadores de grupos. No começo, parece que eles simplificam as coisas. Depois a gente vai descobrindo que nem sempre é assim. Dias atrás, por exemplo, descobri dois deles que eram formados exatamente pelas mesmas pessoas. E ambos bastante ativos, com número bem razoável de integrantes. Ou seja, ninguém se dera conta de que estavam duplicando todas as mensagens o tempo todo.

Outra coisa que começa a acontecer, ao menos entre os meus contatos, é que as pessoas estão tentando migração para o Telegram e para o Signal. Fazem isso sem apagar os primeiros e então nada muda. Segue a mesmíssima confusão, agora com potencial para acontecer em três diferentes ambientes. Enfim, para que se tente explicar o inexplicável, quando existem grupos demais você não acha o que procura, mas encontra o que não quer.

Nem estou falando daqueles de família. Os que têm como seu principal objetivo dar bom dia, boa tarde e boa noite, seguido com artes de gosto muito duvidoso. Esses beiram a inutilidade, mas funcionam. Desde que ninguém ouse postar quaisquer coisas que de longe lembrem política partidária, porque daí ele descamba de vez. O que é bom para que terminem os cumprimentos diários e péssimo para a próxima reunião familiar não virtual. Se é que ela volte a acontecer, depois da briga.

Outra coisa: grupos políticos e grupos religiosos se confundem cada vez mais. Tem gente rezando para deputados e o presidente, ao mesmo tempo em que comentam propostas e apoiam projetos de lei que atendem apenas os interesses desses “santos” de sua devoção. Isso que nos seus templos não existem imagens. Tente perguntar, num desses grupos, se alguém sabe o que é laico. Depois, divirta-se com as respostas. Agora, para que eu não seja acusado de estar apenas citando pentecostais, pouco tempo atrás vimos espíritas jurando que Sérgio Moro – aquele ex-juiz, ex-ministro, ex-candidato a presidente, falso puritano, interesseiro e lesa-pátria – era a reencarnação de Emmanuel. Isso também seria engraçado, não fosse trágico. Não fosse total desrespeito ao mentor de Chico Xavier.

O WhatsApp é uma ferramenta de aproximação entre empresas e seus clientes; entre pessoas que mantêm afetos à distância; instrumento que pode reunir adeptos de causas nobres; ou apenas vizinhos de prédio, moradores de um mesmo bairro para esclarecimento de questões que tenham em comum. E também se tornou, pelo mau uso, um meio de propagar mentiras e ódio, ameaçar e atacar os outros e demonstrar na prática toda a incapacidade da maioria de nós em demonstrar a tão necessária empatia.

Um contato qualquer que você tenha no WhatsApp é uma possibilidade que pode ser positiva ou negativa, útil ou inútil. Um grupo se torna a potencialização dessas mesmas alternativas. Saber usar uns e outros de forma adequada é uma necessidade crescente. E precisa de etiqueta, de conduta civilizada, de bons modos. Assim, o ideal é apagar todas as mensagens inadequadas que nos chegam, resistindo à tentação de mostrá-las para alguém mais. É estancar a sangria da maledicência, das fake news, dos julgamentos injustos e do apedrejamento virtual. Essa “pandemia” se combate usando a vacina do bom senso. Mas as doses têm que ser diárias.

18.06.2022

O bônus de hoje é o clipe da música Mundo Virtual, com a banda Loose Tanos. Formada originalmente pelos irmãos Rodrigo Pica-Pau (vocalista) e E.J. (guitarra e violão), com os amigos Dolabella (bateria) e Café (baixo), ela se caracteriza pelo perfil pop, sempre acompanhado de muito humor e irreverência.

6 Comentários

  1. “… gefolgt von Künsten von sehr zweifelhaftem Geschmack. Diese grenzen an nutzlos …” Genaugenommen ist alles ebenso nutzlos wie von Nutzen. Auch der schlechte Geschmack, ob er nun tatsächlich schlecht ist oder nicht (wer will das beurteilen), ist immer auch von Nutzen: als Kontrast, dessen Vorhandensein den besseren Geschmack aufwertet.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s