Eu tinha 21 versões distintas e todas me emocionavam, cada vez que ouvia uma delas, o que fazia seguido. Quando queimou o HD do meu computador, perdi a coleção e me afastei do hábito. Estou pensando em reconstruir a primeira e retomar o segundo. Era algo saudável, não necessariamente religioso, mas sem dúvida emocionante. Me refiro a gravações de Ave Maria, de Johann Sebastian Bach e Charles Gounod. E também da outra Ave Maria, a de Franz Schubert, igualmente linda e, no meu entender, semelhante no que se refere à capacidade de elevação.

A Ave Maria é uma oração tradicional da Igreja Católica, tendo sido feita em louvor e saudação à Maria, mãe de Jesus. Originalmente, foi escrita em Latim, como eram todas as preces. Foi baseada no Evangelho de Lucas. A composição escrita por Gounod, em 1859, foi produzida usando como base a harmonia e a textura do Prelúdio nº 1 em Dó Maior do livro I de O Cravo Bem Temperado, que Bach havia composto cerca de 130 anos antes. Para tanto, Gounod teve o cuidado de adicionar um compasso, para que fosse suavizada a mudança rápida da harmonia do prelúdio. Interessante é que o nome original dado por ele a esse trabalho primoroso foi Meditação. Foi depois que acrescentou o texto da Ave Maria à melodia e dedicou o trabalho para sua namorada.

Apenas na fase derradeira de sua vida, Gounod passou a produzir outras músicas de cunho religioso. Antes, Ave Maria havia sido uma exceção. No final, chegou a compor o Hino do Vaticano, comprovando a mudança pela qual passou. Bach, por sua vez, era protestante e não católico. Ou seja, essa parceria seria improvável também no ponto de vista teológico, sem considerarmos as épocas distintas em que viveram, mas deu muito certo na prática.

A Ave Maria, de Schubert, também não tinha originalmente a letra da oração em Latim. Na verdade, fazia menção ao poema épico popular de Walter Scott, denominado A Dama do Lago, usando para tanto tradução alemã realizada por Adam Storck. A letra refere-se à canção chamada Hino à Virgem, que tem como refrão um “Ave Maria”. Daí vem a confusão de ainda hoje pessoas acreditarem que o autor havia pensado desde o início em criar tal melodia como um louvor à santa. A superposição da prece foi bem depois.

A versão de Bach e Gonoud foi gravada por nomes muito expressivos da música internacional. Como Luciano Pavarotti, José Carreras, Andrea Bocelli, Maria Callas e Karen Carpenter, mas não apenas estes. E também existem arranjos instrumentais os mais diversos, incluindo feitos para violão, violoncelo, violino, piano solo, trombones e até um improvável, para cavaquinho, do compositor brasileiro Waldir Azevedo. A versão de Schubert foi interpretada por Joan Baez, Barbra Streisand, Aaron Neville e Stevie Wonder, entre tantos outros. Ouvir uma, outra ou ambas sempre foi – ao menos para mim – permitir que momentos mais leves preenchessem dias muitas vezes duros. Abrir ouvidos e coração para essas interpretações traz, ao mesmo tempo, sensações de paz e de êxtase.

26.01.2021

Na ilustração, a Pietá, de Michelangelo. Essa é a mais conhecida das esculturas deste gênio das artes. Representa Jesus morto nos braços de Maria. Está na Basílica de São Pedro, protegida por um vidro à prova de balas desde 1972, quando sofreu ataque de um vândalo. Feita em mármore, tem 174 por 195 centímetros. A obra é de 1499, quando seu autor tinha apenas 23 anos.

No bônus musical de hoje, Stjepan Hauser, um violoncelista croata, apresentando Ave Maria, de Franz Schubert, em concerto solo com o acompanhamento do Coro Zvjezdice. Gravado em outubro de 2017, no Lisinski Concert Hall, com a Zagreb Philharmonic Orchestra.

3 Comentários

  1. Um encontro de sensibilização. Tua crônica foi um mergulho num oásis. Conhecia a música, é claro, mas nunca prestei atenção como depois de ler tua história. Obrigada.

    Curtir

Deixe uma resposta para Sociedade Espírita Casa do Evangelho Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s